segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

ASSUNÇÃO: LINDA SERRA DO MEU CEARÁ


Assunção das belezas naturais

Terra linda que inspira amor e paz

Quem te visita

Não te esquece jamais.


Assunção de Nossa senhora da Assunção

Terra de gente alegre e de muita devoção

Lugar de povo acolhedor, povo devoto de Maria

Mas também de Jesus nosso bom pastor

Teu nome serra amada exprime exaltação

És por todos considerada a mais linda da região


Tuas montanhas esplendorosas

Serra de pessoas maravilhosas

És para mim uma terra gloriosa

Pois tem o aroma da flor mais cheirosa.


Assunção do colégio Nossa Senhora da Assunção

Escola valiosa, de destaque no Ceará

Por formar pessoas estudiosas.


A ti Escola, querida!

Minha eterna gratidão

Pois tudo que sou hoje

Devo a amada Escola Nossa Senhora Assunção.


Assunção das belezas naturais!

Quem te conhece, não te esquece jamais!!
Autora: Sandra


quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Poema a meu pai

Pai, pra mim você simboliza
Coragem e retidão
Por isso nestas rimas
Vou expressá-lhe a minha
Eterna gratidão.
Você não é um pai qualquer
É um pai muito especial
Pois já enfrentou muito sol
Pra não ver seus filhos passarem mal.
Obrigada pai querido
Por tudo que me ensinou
Pois a pessoa que sou hoje
É fruto do amor
Que em meu peito
o senhor plantou.
Quisera eu ter dito isto há mais tempo
Porém tudo tem a sua hora
E este é o melhor momento
De agradecer-lhe por tudo
Até mesmo pelas preces em pensamento.
Não sou poetiza
Nem sei se um dia serei
Só sei que o amor
Que sinto por meu pai
Foi em rimas que eu falei!
Autora:Sandra

A vida

Amigo e bom leitor, pensem bem no vou falar.

A vida é o tesouro mais precioso que o criador pode dar.

Não desperdice sua vida que outra, jamais irá ganhar.

A não ser avida eterna, mas essa depende das ações

Que cá na terra você praticar.

Pensando sensatamente? sonhar com riquezas, luxo e grandeza,

nada adianta, pois a morte é nossa maior certeza.

E ao morrer nada se pode levar, a não ser a alma para do céu desfrutar,

Ou no inferno penar.

Não quero com isso fazê-los dasanimar.

trabalhar e viver dignamente é algo espetacular, porém é preciso saber viver.
Fazer o bem ao próximo, agradar a Deus para o céu poder merecer.

Gosta de dinheiro? Confesse!

Não desanime não, lute pelo que quer.

Mas tenha os pés no chão.

Ponha mais fé em Deus e amor no coração.

E saiba que dinheiro não se leva para o caixão!

Autra: Sandra Mota

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

O crime da boca das pedras

Aconteceu em Assunção

Em um certo tempo passado

Um crime que ainda hoje

É por muitos lembrado.


Em uma localidade

Por nome Boca das Pedras

Um avô e um neto

Foram as vítimas sem defesa

Deixando no nosso povo

Revolta e muita tristeza.


O neto, uma criança inocente

O avô, um homem de bom coração

Mortos em sua própria casa

Sem dó e sem compaixão.


Dois inocentes

Quanta judiação!

Quem fez tamanha maldade?

Perguntava a população.


Daí vem a surpresa

Foi grande a admiração

Um de seus filhos

O suspeito, dessa terrível ação.


O falatório foi geral

Um crime como aquele

Assunção nunca viu igual.


Daquele dia em diante

O filho, pra onde foi não sei.
Não lembro se foi preso

Isso eu não pesquisei.


Só sei que durante muito tempo

Ouviu-se o boato

De que andava escondido

Por esta região

Assustando quem andava a noite na escuridão.


Me lembro que um dia

Eu e as meninas

Batia um papo lá pracinha

Quando surgiu o boato de que o sujeito vinha.

Correu gente pra todo lado

Teve até inimigo falando com intrigado.


O fato é que não se sabe

Se depois do acontecido

Aquele homem por ali

Tenha andado.

Só se sabe que um dia

Bem longe de Assunção

Ele também foi assassinado.


Dizem que antes de morrer

Foi bastante judiado

E num lugar deserto

Seu corpo foi colocado

E só depois de alguns dias

Em Assunção foi sepultado.


Se foi ele o assassino

Se cometeu o crime sozinho ou não.

Isso é mistério que meche com

Nossa imaginação.


O certo é que esse crime

Foi o mais Bárbaro da região

E só a Deus cabe condenar o culpado.

Ou dá-lhe o seu perdão.


Autora: Sandra Mota





quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Poema. Olho d'água

Olho d'água, lugar rico em belezas naturais.
Terra dos engenhos e canaviais!
Fonte das águas cristalinas e das belas paisagens naturais.
Olho d'água, teu nome exprime alegria!
Terra de povo acolhedor e devotos de Santa Luzia!
Lugar de fartura e das lendas sensacionais.
Terra que inspira paz!
Terra dos Ferreira, dos Motas e Ibiapinas!
Lugar dos belos rapazes e das lindas meninas!!
Olho d'água, teu povo tem memória, por isso registramos tua história!
Autores: Profª Sandra e alunos do 1º Ano C. Escola N. Senhora da Assunção.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Apresentação

Sou a professora Sandra, criei este blog com o objetivo de divulgar as produções literárias dos meus alunos e também as minhas, pois adoro ler e escrever, sobretudo cordéis. Creio que vocês gostarão.

Profª Sandra